SOBRE A IMORTALIDADE DA ALMA:

Para o  cristão não se trata de mera filosofia.   É baseada em afirmações bíblicas.  Senão vejamos:

1) Sobre o julgamento:  Ezeq. 26:20; 32:31; Isa. 14:9,10; Mat. 10:28; Marc. 8:36-37; Luc. 16:19-21; II Cor. 5:1-10; Apoc 6:9,10; 20:4. Se há julgamento após-morte, isto significa que há existência da alma após a morte. 2) Possibilidade de Libertação do julgamento: Salm 86:13; Prov. 15:24. 3) Esperança no  julgamento: I Pe.3:18- 4:6;  Ef. 1:10.  Aqui se vê que os espíritos também têm oportunidade, e podem receber restauração. 4) A glória: Lucas 10:19-21; II Cor. 5:1-10; At. 7:59; Fil. 1:21-23; Apoc. Caps. 21-22. 5) Lugar de perfeição: Hebreus 12:23 6) Retorno a Deus : Ecle. 12:7 e  Jó 32:8 – notar que isto é universal. Todos terão de comparecer perante Deus para que seja decidido sobre seu destino. 7) Está ligada à ressurreição – o veículo novo para a alma, cf. II Cor. 5:1-10 e I Cor. Cap. 15; João 11:24. 8) A vida é independente e necessária – João 8:51-59; II Pedro 1:4; II Cor. 3:18

No Antigo Testamento vemos uma certa tendência dos judeus pensarem que a vida seria meramente corporal.   Os saduceus discutiram com Jesus sobre isto; argumentando que não existe alma, espírito, ressurreição e nem vida eterna..   O Mestre os ensinou, exortando-os a crerem nas Escrituras e no poder de Deus. (Mat. 22:29 e Mc. 12:24).  Jesus ainda citou Êxodo 3:6,15, em que Deus Se revela: “Eu sou o Deus de Abraão, o Deus de Isaque e o Deus de Jacó”.  Em Mat. 22:32, acrescentou: “Ele não é Deus de mortos, mas de vivos.  Isaías falou sobre a ressurreição do corpo, em Is. 26:19.  Daniel 12:2 também falou sobre isto.  Marcos 9:44, 46 também fala sobre um fogo que nunca se apaga e o verme atormentador nunca morre.